Câmara rejeita moção de repúdio à proposta de Reforma da Previdência

IMG_7332

Durante a sessão desta quinta-feira (28/02), a Câmara de Vereadores de Santa Maria rejeitou moção de repúdio à Reforma da Previdência proposta pelo vereador Valdir Oliveira (PT). Os vereadores Manoel Badke (DEM), Admar Pozzobom (PSDB), Cezar Gehm (MDB), Juba (PSDB), João Chaves (PSDB), João Kaus (MDB), Ovídio Mayer (PTB), Leopoldo Uchulaki – Alemão do Gás –  (PSB) e Deco Domingues (PSDB) votaram contra a moção.

O parlamentar argumentou que a atual proposição feita pelo Governo é “ainda mais destruidora dos direitos de aposentadoria das pessoas”. O edil declarou que é muito difícil conseguir trabalhar 40 anos sem pausas (para conseguir se aposentar aos 60) e isso afetará principalmente trabalhadores rurais, professores e mulheres. “Essa reforma é uma fábrica de miseráveis e o pano de fundo é a ganancia dos banqueiros”, disse Oliveira.

O vereador Maneco argumentou que a moção foi politicagem, que a previdência é deficitária, que a bolsa família é um “descalabro” e que “esses tributos sobrecarregam o empresário que é quem efetivamente gera empregos e é sustentável”.

A ATENS/UFSM, representada por Maria Argenta e Vânia Durgante, acompanhou a sessão plenária manifestando apoio à moção de repúdio à proposta de reforma da previdência.