Diretoria eleita toma posse e planeja próximo ano

IMG_3205

Após eleita em votação online ocorrida no dia 12/12, a chapa Seguindo em Frente esteve reunida na manhã desta terça-feira, 17, para posse e confraternização. Diretores e conselheiros apresentaram-se e organizaram as linhas gerais de atuação para o próximo ano.

O presidente reeleito Clóvis Senger abriu o encontro, agradecendo a presença de todos e estimando maior participação dos conselhos deliberativo e fiscal. “Esta reunião é para nos conhecermos melhor e também para pedir para nos reunirmos mais frequentemente com os conselheiros. Precisamos ter um contato maior para podermos fazer discussões mais profundas, que possam dar mais respaldo às posições da ATENS. A ideia é que com um conselho mais atuante possamos encontrar novas lideranças para a nossa seção sindical”, comentou Clóvis.

Nas rodadas de apresentações, diretores e conselheiros informaram seus cargos e lotações e alguns comentaram sobre o cenário atual. “Este talvez seja um dos piores momentos para estar em sindicato, mas quem fará algo por nós se não os sindicatos? Mesmo com seus problemas, é através deles que conseguimos manter nossos direitos”, disse Maria Nevis, Farmacêutica do CCR, que integra o conselho deliberativo.IMG_3191

Nesse sentido, a aposentada Terezinha Aita, que integra o conselho fiscal e é uma das precursoras da ATENS/UFSM, afirmou que “quando fica ruim, aí que é hora de reagir para voltar a ficar bom. Parece estranho, mas é agora que somos mais necessários”. A vice-presidente Salete Rizzatti completou: “Se chegamos até aqui foi porque muita gente antes de nós lutou, agora temos que levar essa luta adiante. Que tenhamos sucesso nesta empreitada”.

Pautas 2020

Os temas que devem iniciar as discussões do novo ano foram elencados pelo presidente:

  • Parque de Inovação e Tecnologia;
  • Reforma Administrativa;
  • Aumento de alíquotas previdenciárias que entram em vigor em março de 2020;
  • Greve geral convocada por sindicatos em março de 2020;
  • Decreto 9.991/2019

A discussão sobre a implementação do Decreto 9.991 iniciou na própria reunião, pois o tema será pauta no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) na próxima quinta-feira, 19/12, às 10h.

Conforme o assessor jurídico da ATENS/UFSM, Giovani Bortolini, a Universidade Federal de Brasília (UnB) e a Federal do Ceará (UFC) já afirmaram que, juridicamente, as IFES não precisam implementar o decreto, pois já têm legislações sobre o tema e autonomia.

“O Judiciário afirma que cabe a cada instituição decidir sobre a implementação. Logo a decisão da UFSM é legítima, porém poderá engessar a progressão de carreira, já que a capacitação é a essência do PCCTAE. Em algumas IFES até há problema de excesso de afastamentos, porém na UFSM não há abuso que justifique essa ação”, avalia o jurídico da ATENS.