Jornada de trabalho será debatida com a comunidade universitária

IMG_6239

Na manhã desta terça-feira, o grupo de trabalho da Progep com servidores da Proplan e representantes dos sindicatos de TAEs esteve reunido novamente para debater a implementação da Instrução Normativa nº2, do Ministério do Planejamento, que trata dos procedimentos gerais a serem observados no controle da jornada de trabalho. Entre as resoluções do encontro está o debate aberto sobre o tema que ocorrerá nesta sexta-feira, 26, com a comunidade universitária. O evento será às 14h no Salão Imembuí (2º andar da reitoria).

Para os servidores do HUSM o encontro vai ocorrer dia 29, segunda-feira, às 10h30 no Gulerpe.

Conforme a Técnica em Assuntos Educacionais Gléce Cóser, que representou a ATENS/UFSM, a reunião de hoje debateu principalmente “como essa normativa afeta os servidores da UFSM e como poderia ser implementada; as modificações que seriam necessárias no sistema de controle de frequência que a UFSM tem; se é ou não viável interligar nosso sistema aos do governo e que consequências isso traria para a instituição e para os servidores”. Gléce relatou também a preocupação que tem em relação a “como essa normativa prejudica a atuação sindical e as consequências para os servidores que necessitam, por exemplo, de tratamento de saúde contínuo”.

Também foram debatidas algumas alterações trazidas pela IN2 no sistema eletrônico de controle da jornada de trabalho, já encaminhadas ao CPD e alguns procedimentos referentes aos processos de flexibilização, além dos próximos encaminhamentos.

Para Gléce, “A postura da Progep e da Proplan não pode ser inflexível quanto ao cumprimento da norma. É necessário discutir o quanto isso afeta a autonomia universitária”.

 

Não esqueça

Encontro para debater procedimentos relativos à jornada de trabalho

Sexta-feira, 26/10, 14h

Salão Imembuí

 

Para servidores do HUSM

Segunda-feira, 29/10, 10h30

Gulerpe

Veja mais aqui.