Eleições estatuintes para os TAEs começa a se delinear

Reunião tratou da estatuinte e também de assuntos jurídicos

Propostas para o regimento da votação por categorias são apresentadas e debatidas com ocupantes de cargos de nível superior

Mesmo com a passagem da tocha Olímpica pela universidade, ocupantes de cargos de nível superior participaram de seminário sobre os desafios da estatuinte, realizado dia 5 de julho. Na oportunidade, a Economista Diana Sampaio e a Pedagoga Gléce Kurzawa Cóser, ambas integrantes da comissão pré-estatuinte, apresentaram as propostas que estão sendo delineadas para o regimento desta etapa da eleição.

Reunião tratou da estatuinte e também de assuntos jurídicos

Reunião tratou da estatuinte e também de assuntos jurídicos

Em breve reunião com Loiva Chansis e Eloiz Guimarães, integrantes da Assufsm, chegou-se a propostas como: eleição de chapas compostas por 15 membros com 50% de mulheres e 50% integradas por pessoas de diferentes unidades da UFSM. “Achamos que a votação em candidaturas individuais pulverizaria os votos. Nosso objetivo com as chapas foi de que os TAEs votassem em ideias e não apenas em pessoas”, explicou Gléce.

Sobre as reservas para mulheres e para pessoas de diferentes unidades em uma mesma chapa, Diana revela que “há, na universidade, diferentes invisibilidades, especialmente em relação a importante atuação dos TAEs, e reconhecemos que para desenvolver a perceção da alteridade e a empatia temos que conhecer a realidade do colega – NS ou não – em todos os espaços da UFSM. Essas diferentes realidades, demandas, enriquecem o estatuto. Por isso a importância de haver chapas formadas por pessoas de diferentes unidades. A reserva de vagas para as mulheres também é uma forma de estimular a participação delas”.

A eleição por categorias vai acontecer para docentes, estudantes e TAEs no mesmo dia: 06 de setembro. Cada um desses segmentos vai eleger 45 delegados. Até lá, ATENS e Assufsm devem se reunir para promover assembleias e reuniões ampliadas para definir o regimento dessa votação e mobilizar os TAEs a participarem da estatuinte.